Caldas da Rainha: as muitas histórias do hospital termal mais antigo do mundo

0 Shares
0
0
0

Destino preferido de deputados e burgueses

O hospital recuperou desta crise e as Caldas da Rainha tornaram-se um destino privilegiado de veraneio de deputados e burgueses. Chegou a criar-se um Clube restrito, para lazer dos privilegiados, que tinham até horários diferentes para os banhos. O escritor Ramalho Ortigão, em “Banhos de Caldas e Águas Minerais” (1875), retratou de forma magistral as rotinas dos mais endinheirados, que passavam por passeios na copa, “à sombra de velhos plátanos e faias seculares”, ou os passeios ao fim da tarde na mata, burricadas aos arredores, e ainda no Clube, onde “além do salão de música e de baile, há um de bilhar, um gabinete de leitura e uma pequena biblioteca”.

Bem-humorado, o escritor tipifica os vários frequentadores: são eles “o jocoso”, “o poeta”, “o indígena”, “a mulher do indígena”, “o músico” ou “o brasileiro doente”. Este último é o mais gozado pelo autor: “O brasileiro doente. Perpassa melancolicamente na passagem como figura triste do morbo. Nariz afilado, orelhas salientes, mãos descarnadas, boné, calças brancas, sapatos de ourelo, embuçado numa capa. Quando ele se dirige a outros a outros enfermos ou os outros enfermos se dirigem a ele nunca se cumprimentam senão por partes: – «Como vai a perna?» – «Como está o fígado?» – «Que é feito do estômago?» E em vez de apertarem a mão, mostram o artelho, desabotoam o colete ou deitam a língua de fora”.

Em 1887, os aquistas passaram a poder ir de comboio até às Caldas da Rainha, o que originou ainda mais movimento. Nessa altura, o hospital recebia 4800 a 5000 doentes, dos quais 1500 eram pobres, que não precisavam de pagar.

(o artigo continua na página seguinte)

0 Shares
Também pode gostar

Estâncias termaisTermas do Carvalhal, uma história com 200 anos

Uma nova dinâmica Em 1957, a Câmara Municipal assumiu a exploração termal, que estava, desde 1924, arrendada ao gerente do Hotel Astúrias, e começou por remodelar o balneário. Um novo balneário abre em 1972, a que se seguiu uma nova…

Estâncias termaisCuria, a água que curou o engenheiro francês

Ao mesmo tempo que investia na estância termal, a Sociedade das Águas da Curia apostava também na comercialização da própria água, tendo lançado, logo no início do século XX, uma intensa campanha publicitária, inovadora na época. De tal forma marcante…